A Receita Federal deve abrir na sexta-feira (22) a consulta ao primeiro lote de restituições do Imposto de Renda 2020. O pagamento do primeiro lote será feito no dia 29, na conta bancária indicada pelo contribuinte ao fazer a declaração.

A data da consulta ainda não foi confirmada pela instituição, mas, normalmente, a Receita libera a consulta ao lote uma semana antes do pagamento —o que seria na sexta-feira, dia 22.

Como checar se sua restituição foi liberada?

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar o site da Receita ou ligar para o Receitafone, no número 146. Também é possível checar pelo aplicativo Pessoa Física, disponível para os sistemas Android e iOS. O valor da restituição do IR é corrigido pela Selic (taxa básica de juros), mas, após cair na conta, não recebe nenhuma atualização.

O que fazer se não pagarem?

Caso tenha direito e o valor não tenha sido creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento: 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

Restituição começa antes e será mais rápida

Neste ano, houve uma antecipação do começo da restituição. Também foi reduzido o número de lotes de restituição, de sete para cinco. Isso significa que as pessoas que têm direito vão receber o dinheiro mais depressa.

Anteriormente os pagamentos da restituição começavam em meados de junho, e agora o primeiro lote será pago em 29 de maio.

Veja as datas em que serão pagos cada lote:

1º lote: 29 de maio

2º lote: 30 de junho

3º lote: 31 de julho

4º lote: 31 de agosto

5º lote: 30 de setembro

 

Via: UOL

CURTIU?
Acompanhe